Bolsonaro nomeou esposa de Barros para cargo de R$ 27 mil após denúncia de servidor

“diga-me com quem andas e te direi quem tu és” foi lema da campanha do Bolsonaro para a presidência. Olha que beleza, o pivô do escândalo da fraude na compra de vacinas é líder do governo e trutão do Biroliro.

CAGÔMETRO
Reprodução/ Facebook Cida Borghetti

Menos de dois meses depois de dizer, segundo o deputado Luis Miranda, de que um eventual esquema de corrupção na compra de vacina contra covid-19 “era coisa” do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, o presidente Jair Bolsonaro nomeou a esposa do paranaense para o cargo de conselheira de administração de Itaipu. Bolsonaro publicou a nomeação da ex-governadora do Paraná Cida Borghetti (PP) no dia 6 de maio no Diário Oficial da União. De acordo com Luis Miranda, a conversa entre ele e seu irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda, e o presidente da República ocorreu no dia 20 de março, no Palácio da Alvorada, residência oficial do chefe do Executivo.

Fonte: https://congressoemfoco.uol.com.br/legislativo/bolsonaro-nomeou-esposa-de-barros-para-cargo-de-r-27-mil-apos-denuncia-de-servidor/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *