Governo Bolsonaro disse à OMS que compraria mínimo de vacinas porque só grupos de risco deveriam ser imunizados

O parecer do Ministério da Saúde que embasou a decisão de pedir o mínimo possível de doses no consórcio Covax Facility, da OMS, cobrindo apenas 10% da população, justifica a decisão com a argumentação de que a vacinação deveria se voltar aos “grupos de risco”. O documento, da Secretaria Executiva do órgão, argumenta que não seria necessário vacinar toda a população. A nota, de agosto do ano passado, é assinada por Elcio Franco, então Secretário Executivo, Arnaldo Correia de Medeiros, secretário de Vigilância em Saúde, e outras autoridades. Em uma tabela, há o cálculo de que, para vacinar os grupos de risco (idosos, trabalhadores na área de saúde, indígenas e outros) seria preciso comprar apenas 89 milhões de doses de vacina.

Leia mais em:

Fonte1: https://agorarn.com.br/ultimas/governo-bolsonaro-disse-a-oms-que-compraria-minimo-de-vacinas-porque-so-grupos-de-risco-deveriam-ser-imunizados/

Fonte2: https://oglobo.globo.com/sociedade/saude/governo-defendeu-comprar-vacina-no-covax-facility-so-para-grupos-de-risco-mostra-documento-1-25085594

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *